escadas-ao-ceu_1134-336

A venda de novas cotas de consórcios no setor de serviços cresceu 50% de janeiro a julho deste ano segundo dados da ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios). Ainda segundo a entidade, o número de participantes ativos aumentou de 28,5 mil para 35 mil, uma alta de 22,8%.

A versatilidade dos consórcios de serviços tem sido considerada como diferencial pelos consumidores. Em julho, foram contemplados 6,15 mil participantes, com um volume de crédito que subiu 32,4%. A maioria preferiu usar o dinheiro para os serviços residenciais, modalidade que atingiu 63,1%, seguido de saúde e estética (17%) com o predomínio de cirurgias plásticas.

Outras utilizações apontam as seguintes preferências: reparação de veículos (2,2%); turismo (1,9%); serviços odontológicos (1,8%) ; serviços educacionais( 1,1%); serviços oftalmológicos (0,2% ) e outros (6,3%).

Ainda de acordo com a Abac, nos sete anos de existência desse tipo de consórcio, o conjunto outros inclui serviços advocatícios; de aração de solo; assessoria financeira; assessorias diversas; aulas particulares; consertos em geral; criação de identificação visual em comunicação; corte e dobra de chapas; curso de autoescola; curso de piloto; desenvolvimento de sistemas; estofamento; fotografia; informática; instalações; locação de veículos; mecânica; montagens; mudanças; pintura de veículo; segurança; telecomunicações; treinamento e terraplanagem.

Os homens são maioria na busca pelos consórcios dos serviços, somando 73,1% entre os mais de 35 mil consorciados no país, enquanto as mulheres têm uma participação de 23,3%.