1112imov

Com a escassez de crédito e alta dos juros, os consórcios ganham espaço na compra de veículos.

 

A situação econômica no ano passado obrigou o brasileiro a planejar melhor a compra de novos bens e com a nova tendência para a reeducação financeira os consórcios ganham mais espaço na compra de veículos e outros bens.
Mesmo com a chegada de um novo ano, 2016 ainda terá um cenário de recessão econômica, com crédito caro e escasso. Diante dessa situação, o setor automotivo é um dos campos que tem sofrido com os indicadores negativos não só em sua produção, como também em suas vendas.

Além disso, os financiamentos estão cada vez mais difíceis para os consumidores pela alta dos juros e por toda a burocracia que a modalidade envolve. Dessa forma, as cotas de consórcio têm conquistado cada vez mais o mercado e se torna uma das formas mais atrativas na hora de comprar parcelado.

De acordo com os últimos dados divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), em 2015, o número de participantes de consórcios de veículos leves cresceu 9,3% em relação ao mesmo período de 2014. Já o número de veículos financiados recuou 15,4% na mesma comparação, segundo informações da Cetip, central de depósitos de ativos e títulos.

“O consórcio é um modelo de autofinanciamento em que os interessados formam um grupo por meio de uma administradora, compram uma cota e, para ter direito ao crédito, podem ser contemplados por sorteio ou lance, explica Paulo Rossi, presidente da instituição. “O crescimento do setor foi expressivo no ano passado porque o consumidor está enfrentando muita restrição de crédito”, afirma.

Para o ano de 2016 a expectativa dos especialistas é que o número de consorciados ativos supere o atingido em 2015 atingindo também o setor empresarial com oportunidades para os donos de empresas e  empreendedores.

Descubra como trocar ou aumentar a frota de veículos da sua empresa com consórcio.