Confira os resultados nas vendas de consórcios em vários segmentos

Fazer um consórcio para adquirir um bem está cada vez mais comum e nos últimos 10 anos, o crescimento registrado deste segmento chamou a atenção no mercado econômico.

De acordo com um levantamento realizado pela assessoria econômica da ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), o crescimento foi expressivo principalmente nas contemplações dos grupos de veículos automotores e de imóveis.

No setor de veículos leves, o desempenho da eventual participação das contemplações na comercialização de veículos novos ou seminovos nos dez anos, via consórcio, registrou 26,1% de presença, pouco mais que três vezes os 7,8%, obtidos em 2009.

Apesar das retrações que aconteceram nos anos de 2010 e 2011, o mercado de consórcios para motocicletas e motos apresentou expressiva alta na potencial participação das vendas internas totais acumuladas, no intervalo de 2009 a 2018: o progresso foi de 37,5% (2009) para 52,5% (2018). No transporte rodoviário de carga, termômetro da economia, a presença dos caminhões apresentou aumento de 20,4 pontos percentuais. O salto foi de 23,7% (2009) para 44,1% (2018).

Depois de oscilar negativamente de 2009 até 2014, a participação dos consórcios no setor de imóveis mostrou recuperação nos três anos seguintes (2015, 2016 e 2017) e as médias avançaram de 11,4% (2014) para 24,1% (2018), com aumento de 12,7 pontos percentuais.

Novas vendas

Ainda de acordo com a ABAC, as vendas de novas cotas do Sistema de Consórcios em 2018 alcançaram 2,596 milhões de adesões, apontando 9,1% de evolução sobre 2017, quando atingiram 2,379 milhões.

Nesse período, os negócios consorciais aumentaram 4,6% e superaram a marca dos R$ 106,08 bilhões contra os R$ 101,47 bilhões de 2017. As contemplações mostraram retração de 1,5%, acumulando 1,196 milhão, com R$ 40,43 bilhões em créditos concedidos.

Em dezembro, havia 7,128 milhões de participantes ativos em todos os setores onde o mecanismo está presente: veículos automotores, imóveis, serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis.